Memórias de magia

(poesia dedicada a Martha Lohse).

Projeto escrito pra você.

Muitos anos se passaram
Desde aquela sexta-feira
Em que os dois se encontraram:
A bruxa e o caveira.

Na escola de magia,
Eram sempre aqueles dois
Quando tudo acontecia
E não ficava pra depois.

Foram tantos personagens,
Tanta história ali vivida,
Que evocaram as imagens
Como ponto de partida.

Ela não era criança,
Não se achava, pelo menos.
No seu rosto, a lembrança
De camisas – as de vênus.

Ele achava esquisito,
Não acreditava mais,
Mas, ao soar o apito,
No rosto tinha animais.

Se a pedida era um bom rock
Dos que todo mundo gosta,
Decidiram, com um toque,
Firmar juntos uma aposta.

Cantariam, em dueto,
Como na adolescência.
Ou em trio. Ou em quarteto.
Despertaram consciência

De que corpo não tem nexo,
Nem a voz e o coração.
Como um só, ele é complexo,
Pensamento e sensação.

Acabou tudo assim,
Na mais plena comunhão,
Dos que podem dizer sim,
Mas que sabem dizer não.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s